Alerta a quem sofre de miopia

Quem tem dificuldade para enxergar de longe, deve monitorar o problema de perto. Segundo especialistas, pessoas míopes correm mais riscos de desenvolver descolamento de retina, transtorno que pode levar à perda total da visão. A doença é séria, mas a prevenção é simples: deve-se consultar o oftalmologista no mínimo uma vez ao ano.

André Cechinnel, oftalmologista do Instituto Brasileiro de Oftalmologia, explica que a retina é o tecido que reveste o globo ocular e é responsável por enviar informações nervosas ao cérebro. “Quando essa película sofre um afinamento ou ruptura que não é reparada, o orifício pode aumentar, causando o descolamento da retina.”

De acordo com o médico, a miopia é uma deficiência visual causada por um aumento no globo ocular, que ‘estica’ a retina e favorece o aparecimento de fissuras. Quanto maior o grau de miopia, maior o risco de descolamento.

As fissuras podem ser detectadas de forma precoce no exame de mapeamento de retina, através do qual é possível verificar em detalhes a superfície ocular. Se houver falhas, elas podem ser reparadas com laser, diz Cechinnel.“Caso contrário, o paciente começa a enxergar flashes e manchas, que podem evoluir para perda parcial ou total da visão no olho afetado”. Quando o olho chega a esse ponto,o único tratamento possível é a cirurgia e as chances de sequelas são altas.

Embora ocorra em qualquer idade, o descolamento da retina é mais comum a partir dos 40 anos . Além da miopia, traumas nos olhos ou na face e cirurgias anteriores na região ocular podem facilitar o aparecimento de rupturas na retina.

Por isso, se você tem miopia acima de 3 graus e não consulta o oftalmologista há mais de um ano, fique atento. Agende sua consulta e solicite um exame de retina.

EXAME DE MAPEAMENTO DA RETINA

O QUE É? 
É um exame de fundo de olho que avalia os vasos, retina central e periférica e nervo óptico. Assim, é possível identificar e ‘mapear’ eventuais alterações nessas áreas do olho.

COMO É FEITO?

Para realizar o exame é necessário dilatar a pupila. Com um ‘capacete de luz’ e uma lente especial é possível visualizar o fundo do olho, onde a retina está localizada. Este exame deve ser realizado pelo menos uma vez ao ano.

QUAL A IMPORTÂNCIA?
A partir do exame é possível diagnosticar descolamento de retina, glaucoma, uveíte, degeneração macular e até outras doenças alheias aos olhos, como hipertensão arterial, diabetes, leucemia e doenças neurológicas.


Fonte: O Dia